O que você precisa saber sobre Pole Classique (ou Pole Old School)

Você já deve ter percebido que existem diferentes modalidades de pole dance. Dentre elas, pole art, exotic, sport e old school – também chamada de pole classique. É sobre esta última que vamos falar hoje, com texto escrito pela nossa musa Old School, rainha do exotic generation 2019, co-fundadora da Pole Cat.

O Pole Sensual começa nas boates de striptease, com strippers dançando sensualmente no pole usando salto alto (as famosas pleasers!). E, como toda vertente do pole, existem algumas características que demarcam esse estilo, diferenciando-o dos demais.

Improviso

As pole dancers old school gostam muito de improvisar! E ele pode ser guiado ou livre. Duas referências extraordinárias são a Carmine e a Rhiannan Nicole – perfeitas para acompanhar, estudar e aplicar no seu próprio estilo de dança.

A gente vê os vídeos dessas deusas e fica pasma de pensar que aquilo é um improviso e não uma coreografia previamente planejada.

Acrobacias de Flexibilidade

Podem reparar: é um estilo que sempre tem acrobacias bem flexudas nas apresentações ou improvisos. De preferência usando os moves clássicos e queridinhos do pole: Jade Split e Allegra. Deborah Rizzo é a musa brasileira dos moves flexudos no estilo Old School.

Músicas lentas

Não é regra usar músicas lentas. Mas o Pole Sensual acaba as usando para combinar com as movimentações fluídas, arrastadas e sensuais. Alethea Austin e a Estefania Jimenez estão sempre usando uns rocks lentos com uma pegada de blues e solos de guitarra bem sensuais.

E se vocês querem mais referência de músicas, tem playlist no Spotify:

Sandália

A maioria das praticantes desse estilo usam sandália e não botas. As botas são mais usadas no Pole Exotic. A sandália traz um ar mais sensual para as movimentações, valoriza mais as pernas e permite movimentações com o pé alternando entre ponta e flex. Vejam as movimentações perfeitas e incríveis que a Estefania e a Rhiannan conseguem fazer com os pés! Parece que o salto tem vida própria.

Floorwork

É muito comum desse estilo um floorwork bem lento e cheio de movimentações com as pernas (legworks). Diferente do Pole Exotic, o floorwork no Pole Sensual não é tão acrobático. Os movimentos são mais ondulares com muitos body waves, jogadas de cabelo e pernas para todos os lados!

Body Waves

Muiiiiitos rebolados sim! De todos os tipos e em vários momentos diferentes. Body wave no chão, no alto, de pé. A Alethea Austin tem os body waves mais incríveis que eu já vi! Vale a pena assistir e usar de inspiração.

Pirouettes

É um recurso muito utilizado no pole classique pois permite muitas transições, conexões entre os movimentos e traz fluidez para a dança. Pode reparar que praticamente todas as praticantes dessa modalidade usam muitas pirouettes.

Não quero doutrinar vocês para o lado Old School do pole (só um pouquinho), mas despertar o interesse em pesquisar mais sobre essa vertente. Conhecimento nunca é demais e sempre pode trazer algo de positivo para a prática de cada uma de nós.

Referências Internacionais

  • Carmine Black
  • Estefania Jimenez
  • Alethea Austin
  • Rhiannan Nicole
  • Felicia Montoya
  • Karol Helms
  • Leigh Ann

Referências Nacionais

  • Vanessa Wylde (amor próprio é tudo)
  • Bianca Deleite
  • Deborah Rizzo
  • Renas

Comments are closed.