Mais amor na dança, por favor

A gente entra no instagram e logo se depara com uma foto ou vídeo de uma pole dancer que a gente admira ou então de alguma pole friend muito querida. Clicamos 2 vezes para curtir e vamos logo comentando: linda, maravilhosa, deusa, rainha, perfeita e mais uma chuva de elogios e emojis 😍❤️💛🖤💕❣️💟😘

Agora vou perguntar para vocês: quantas vezes a gente tem esse carinho com a gente mesmo?

Há um tempo eu olhava minhas postagens no Instagram e me dava desespero. Minhas fotos e vídeos eram motivo de vergonha para mim, pois sempre me criticava pensando que não estava perfeito do jeito que eu gostaria.

Demorou até me dar conta de que nunca estaria perfeito porque nós não somos perfeitas! Parece clichê, mas é algo que a gente precisa se dizer todo dia ao encarar a vida de vitrine nas redes sociais.

Momento confissão: teve uma época que eu gravava o mesmo vídeo várias e várias vezes seguidas, sempre tentando consertar algo que eu achava que não estava bonito o suficiente para ser postado.

A intenção não era nem treinar aquela sequência, mas sim tentar deixá-la perfeita aos meus olhos. Quando ia ver, meu celular tinha pelo menos uns 40 vídeos iguais e eu não conseguia escolher nenhum! Resultado: nenhum vídeo para o feed.

Passei horas e horas do dia desgastando meu corpo e minha mente em algo que não serviu para nada. Só me gerava frustração por não ter alcançado a perfeição que eu queria.

E por que tudo que a gente vê é tão lindo ao ponto de receber um elogio nosso, mas quando se trata da gente esquecemos de trazer esse olhar mais amoroso e simplesmente preferimos nos criticar?

Muito disso se deve ao fato de a todo momento a gente estar se comparando, e com isso sempre achamos que tudo que os outros estão fazendo está melhor do que o nosso.

Provavelmente aquela pessoa com quem a gente tanto se compara e admira também passa por esse processo de se auto-sabotar. Mas “quem vê pose não vê corre” (frase tirada de um podcast maravilhoso sobre comparação nas redes sociais – o link vai ficar no final desse e-mail para quem tiver interesse).

Esse mundo que a gente vive dentro das redes sociais é uma doideira, não é mesmo? Faz a gente criar expectativas, traz frustrações, gera ansiedade e pode ser um gatilho para jogar nossa saúde mental no lixo! Hoje o que quero é trazer mais amor, para vocês e por vocês!

Vamos nos olhar com mais carinho e menos cobranças? Sabe aquele elogio que você sempre faz para as outras pessoas? Pega ele e usa em você!

Você também tem que ser motivo de admiração para você mesma! Você é única e deve se orgulhar de tudo que você faz. Além disso, é importante lembrar que assim como você admira outras pessoas, tem muita gente que também admira você!

Ser pole dancer já é algo grandioso, olha só quanta coisa incrível o seu corpo é capaz de fazer, o quanto você já superou! Pode nem ser o move dos sonhos ainda, mas e a vergonha, a insegurança, o medo? Tudo isso conta.

Então está na hora de aceitar nossos processos e valorizar tudo o que fez a gente se tornar o que é hoje

Para finalizar uma chuva de muito amor e elogios para cada uma: LINDAS, PERFEITAS, MARAVILHOSAS, INCRÍVEIS, DONAS DO MUNDO, CAPAZES DE TUDO!!! (essa lista não tem fim, então sintam-se à vontade para sempre acrescentarem elogios!)

Tags: No tags

Comments are closed.